Não há modelos, mas exemplos

As pessoas estão ávidas por modelos a seguir, de profissionais, de carreiras, de vida, de sucesso, etc. Não há modelos, mas exemplos, que podem ou não servir para você. Já parou para pensar sob este prisma? Saiba que para cada exemplo de sucesso divulgado nas redes sociais, existem muitos outros de pessoas que seguiram o mesmo script e… fracassaram.

Pois é! Para cada foguete colocado em órbita, há vários que explodiram ou não atingiram o alvo, mesmo que a fórmula de lançamento tenha sido a mesma.

Não, eu não sou pessimista, pois pessimistas são chatos. Nem um tolo como os otimistas. Sou o que o mestre Ariano Suassuna chamava de realista esperançoso. E o meu realismo me diz que o sucesso é possível, mas como consequência de um trabalho consistente e bem-sucedido, além de um punhado de sorte, claro.

Não acredito que podemos tudo, como pregam os master-hiper-mega-power-holístico-coaches. Mas acredito que podermos muito. Também não acredito em sucesso através de fórmulas mágicas, receitas de bolo ou de determinadas quantidades de passos padronizados.

Ah, se existisse…

Se existisse para os coaches uma avaliação para medir o nível de conhecimentos, capacitação e práticas necessárias para o exercício do coaching, como há para os bacharéis em direito que desejam trabalhar como advogados, o índice de reprovação seria muuuuito maior do que o do Exame de Ordem da OAB… e a humanidade agradeceria!

Nem sempre colhemos o que plantamos

Bem, acredite em você, sonhe, estude (sempre!), trabalhe com afinco, faça boas parcerias e torça para que tudo dê certo. Isso mesmo, torcer. O que podemos é contribuir para aumentar as possibilidades de sucesso com as nossas atitudes, mas garantia mesmo, não há. Exemplo: muitos dizem que plantando boas sementes em solo fértil, no período adequado, regando e cuidando da plantação, a colheita de belos frutos é certa. Será?

Digo que não! O que você conseguirá é aumentar as suas chances de uma boa colheita, mas, e se houver uma inundação, antes não prevista pela meteorologia?

Provavelmente, você perderá a plantação, mesmo tendo feito tudo de acordo com as recomendações. Entendeu a importância da torcida?

O motivo deste artigo

Não tinha programado escrever este texto, mas fui impulsionado a escrevê-lo, depois que vi, em uma rede social, quatro pessoas que postaram vídeos semelhantes de algo “revolucionário”, com a possibilidade de gerar muito dinheiro e sucesso, desde que todos os passos ensinados sejam seguidos. Tudo oferecido gratuitamente, mas por pouco tempo (depois vem o conteúdo pago), precisando apenas acessar o link (e cadastrar o e-mail, claro!). A sensação que tive é que todos participaram do mesmo adestramento, recentemente. Opa! Ato falho, quis dizer: treinamento.

A coisa está ficando feia, inclusive em redes sociais profissionais, como o LinkedIn. Há uma turma de “pseudosgurus tudólogos” que andam vendendo (com certo sucesso) lugares comuns, regras para o sucesso, retórica vazia e discursos motivacionais efêmeros. Pior é constatar que, além de terem público cativo para as suas falácias, todo(a)s sofrem de hipermetropia do ego.

Sei que algumas pessoas se darão bem, mas como citei no início deste breve artigo, para cada exemplo de sucesso divulgado nas redes sociais, existem muitos outros de fracasso.

Você não pediu, mas lá vai um conselho

A sua vida é única. Portanto, o seu caminho, também! Tenha alguns exemplos para seguir, mas faça a sua própria caminhada, sem fórmulas mágicas, nem receitas de bolo, mas com muita, muita, muita determinação.

Boa Sorte e… Sucesso!

Por Albírio Gonçalves*

———-

(*) Albírio Gonçalves é consultor empresarial, educador corporativo, palestrante, mentor, coach, autor e referência em desenvolvimento de líderes, gestores, times/profissionais de alta performance e equipes de vendas, bem como na profissionalização da gestão e qualificação de sucessores e herdeiros de empresas e grupos empresariais familiares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *